Eu comi a lua

Gisela D'Arruda
Editora Multifoco

O poema abaixo é um dos que selecionei para Eu comi a lua.

Rio sem Ressaca é a parte mais concreta que resta de um projeto suspenso no tempo e que já é inclusive oportuno reativar uma hora dessas... O Projeto Noites Claras, que visa oferecer aos que gostam da noite mas por algum motivo não querem beber álcool um ponto de lazer noturno em que as pessoas possam conversar, ler ou ouvir música (ou tocar ... ou...ou...)

Não se destina apenas aos abstêmios; eu nem sou abstêmia, apenas não bebo, jamais, cerveja. E no mais... com vocês...

...RIO SEM RESSACA
CANSEI DE VER NAUFRAGAR
SONHOS, PROMESSAS, BANDEIRAS
CANSEI DE VER COLARINHOS
ENFORCAR PALAVRA INTEIRA
CANSEI DE VER ESPERANÇAS DESCER O RALO DA NOITE
BATER O CARRO NA ESQUINA
ESTREBUCHAR NA SARJETA
E DE VER NO ARCO-ÍRIS NÓDOAS VELHAS DE CERVEJA
CANSEI DO ENGARRAFAMENTO
NA PORTA DOS BOTEQUINS
QUERO UM RIO SEM RESSACA
QUERO CABER NO SEU RISO
RIO DE FRENTE PRO MAR
QUERO RIR NO PARAÍSO.


Eu comi a lua - Gisela d'Arruda